Chapada Diamantina! As melhores dicas para você descobrir TUDO sobre esse paraíso!

chapada diamantina bahia

Sabemos que o estado da Bahia é um dos destinos mais lindos do nordeste para se visitar, possuindo desde lugares fantásticos para viajar como Morro de São Paulo, Maraú que são praias incríveis, mas também de um local mágico que recomendamos que você conheça é a Chapada Diamantina, local capaz de fazer os visitantes se apaixonarem por esse lugar inesquecível.

Ao viajar para a Chapada Diamantina, você se dá a chance de conhecer um dos mais espetaculares roteiros quando o assunto é natureza do Brasil. De tão perfeita e encantadora que a região é, que a cidade de Lençóis, maior base para a região, foi eleita há alguns poucos anos como uns dos melhores destinos nacionais.

Caso queira conhecer ainda mais detalhes deste lugar maravilhoso, sabendo como aproveitar seu passeio da melhor maneira, este artigo foi feito para você. Acompanhe abaixo todos os detalhes que você precisa saber para desfrutar de tudo o que a Chapada Diamantina tem a lhe oferecer.

Onde está localizada a Chapada Diamantina?

Como citamos acima, a Chapada Diamantina está localizada no estado da Bahia, ocupando 38 mil km² do interior, repletos por belezas naturais, sendo um dos locais mais conhecidos o Parque Nacional da Chapada Diamantina.

Ao chegar na região, a primeira cidade que irá se deparar é Lençóis, que está a cerca de 430 km da capital Salvador. Verá também as vilas que costumam chamar a atenção de muitos turistas.

Como chegar na Chapada da Diamantina?

O único aeroporto disponível para voos comerciais na Chapada Diamantina é o Aeroporto de Lençóis, sendo que existem dois voos semanais, da Azul, que saem de Confins, normalmente nas quintas e domingos, mas os preços costumam ser bem salgados.

Aqueles que buscam economia, podem optar por viajar de avião até a cidade de Salvador, e de lá, partirem de ônibus até o destino final, ou com um carro alugado, que pode ser uma boa opção, mesmo com a longa distância, pois conseguira economizar com os passeios.

Vale destacar que na cidade de Lençóis não existem locadoras de carros, sendo que esta locação deverá ser feita, no mais próximo, em Seabra e pedir a entrega em Lençóis, mas o valor também será mais elevado que em Salvador.

Seu acesso mais fácil para chegar até Chapada Diamantina é pela rodovia BR 324, caso saia de Salvador, até Feira de Santana. Após, basta pegar o entroncamento com a BR 116 e, em seguida, a BA 052 até Ipirá e pegar a saída para a BA 233 até Itaberaba, acessando então a BR 242, seguindo até Lençóis, na BA 144.

O que fazer na Chapada Diamantina?

A Chapada Diamantina é um destino imperdível para todos que gostam de ecoturismo e aventura, mantendo-se longe do tédio. Por lá, encontrará belas cachoeiras, poços com águas cristalinas, grutas com formações raras e trilhas por paisagens grandiosas.

o que fazer na chapada diamantina
O que fazer na Chapada Diamantina

Além de tudo, você poderá voltar as histórias do passado através de lindas cidades históricas, conhecendo um povo muito hospitaleiro, que te farão ter a vontade de voltar ao local logo, logo.

Quer saber mais como poderá aproveitar sua viagem? Então confira os locais que terá a chance de visitar.

O coração do Morro do Pai Inácio

O Morro do Pai Inácio pode ser considerado um dos ícones da Chapada Diamantina, tendo um cenário bem ao topo da montanha. Não vou negar, à primeira vista parece ser subida muito difícil de lidar, mas a verdade é que praticamente todo mundo pode fazer a trilha, que possui apenas 500 metros e poderá ser feita até as 17h00.

Morro do Pai Inácio
Morro do Pai Inácio

Todo o esforço valerá a pena quando se deparar com um visual espetacular, observando em detalhes toda a imensidão da Chapada Diamantina, além de poder curtir um maravilhoso pôr do sol.

Caso consiga encontrar o ângulo certo em sua vista, poderá ver um coração de pedra, formado pelas rochas, fazendo seu passeio se transformar por minutos em um ar mais apaixonante que aventureiro.

O topo da Cachoeira da Fumaça

Um outro local que você precisa visitar é a Cachoeira da Fumaça, que é uma das maiores quedas d’água do Brasil. Recomendamos que faça a trilha da Fumaça por cima, um trajeto de 12 km que leva ao topo da cachoeira.

Cachoeira da Fumaça
Cachoeira da Fumaça

Nos primeiros 2 km encontrará uma boa subida, mas depois, o caminho tornar-se mais fácil, onde poderá sentir os pingos de “chuva” que anunciam a chegada à Fumaça, que nada mais é que o vento agindo nas águas da cachoeira, criando uma linda névoa. Existem dias que se formam arco íris, transformando a paisagem ainda mais em um verdadeiro paraíso.

Agora, se você é amante de aventuras, recomendamos que faça a trilha Fumaça por baixo, mais difícil que a anterior, com um percurso de 36 km e leva até os pés da queda d’água.

Os serviços ofertados por guias não são obrigatórios, mas caso não conheça a região, recomendamos que contrate, para ter um pouco mais de segurança e consiga aproveitar esta aventura.

O cânion que leva à Cachoeira do Buracão

O local é conhecido como Cachoeira do Buracão, uma experiência, que lhe causará um misto de sensações. Para que chegue até os pés da cachoeira, será necessário nadar por dentro de um cânion estreito e, ao fim do trajeto, poderá admirar o majestoso salão formado por grandes paredões rochosos.

Cachoeira do Buracão
Cachoeira do Buracão

É ali que se encontra a queda de 85 metros que forma a Cachoeira do Buracão. Certamente será uma experiencia emocionante e inesquecível, criando histórias que poderá contar a todos os seus conhecidos.

Não deixe de tomar um delicioso banho no Buracão e seguir uma trilha de fácil acesso até o topo da cachoeira, observando de perto toda a força da água e a beleza do local onde tiveram o privilégio de nadar.

A piscininha natural no Serrano

O Serrano é a praia de Lençóis, local destinado para aproveitar um dia calmo e relaxante. Lá, existe a formação de inúmeras piscinas naturais, cada uma com sua peculiaridade, para todos os gostos.

serrano chapada diamantina
Serrano Chapada Diamantina

Fora um delicioso banho em águas cristalinas, terá ainda um lindo visual para a cidade de Lençóis, podendo fazer todo o circuito do Parque da Muritiba, com salão de areias coloridas, o Poço Halley, a Cachoeirinha e a Cachoeira da Primavera.

A trilha do Vale do Pati

O Vale do Pati é considerado como um dos mais belos trekkings do Brasil. Este é um lugar quase intocado, sem acesso de carros, que não possui luz elétrica ou sinal de celular. É o local ideal para ficar imerso em uma natureza maravilhosa.

Você poderá fazer todo o acesso por meio de trilhas, onde nem precisa carregar barraca ou muita comida, pois poderá ficar casa dos nativos. Por lá, vivem algumas famílias que recebem com muito carinho os viajantes. Por lá, encontrará cachoeiras e lindos cenários.

Para realizar este passeio, precisará contratar um guia particular ou um passeio com agência de turismo, para lhe auxiliar tanto no quesito hospedagem com nativos, quando a se organizar nas inúmeras trilhas de região.

As grutas da Chapada Diamantina

grutas chapada diamantina
Grutas na Chapada Diamantina

Na Chapada Diamantina existem diversas formações geológicas, com grutas em muitas regiões, principalmente em Iraquara.  Dentre as que mais se destacam, estão a Gruta da Torrinha e a Gruta da Lapa Doce, ambas com fácil acesso.

Onde se hospedar na Chapada Diamantina?

Na Chapada Diamantina, você encontrará diversas cidades e vilas para se hospedar, de acordo com os locais que irá visitar, conseguindo assim, reduzir o tempo de deslocamento.

Comidas tradicionais Chapada Diamantina
Comidas tradicionais Chapada Diamantina

As pousadas localizadas em Lençóis são as mais recebem turistas, tendo em vista que a cidade possui muitas agências de turismo, restaurantes e serviços, tornando-se uma base de hospedagem na Chapada Diamantina.

Aqueles que desejam explorar diversas belezas da região poderão encontrar por lá o local ideal para passarem seus momentos de descanso. Destacam-se as pousadas em Mucugê, ideal para quem vai conhecer o Poço Azul, o Poço Encantado e a Cachoeira do Buracão; as pousadas no Vale do Capão, vilarejo vizinho à Cachoeira da Fumaça; e a vila de Igatu, uma cidade de pedra com resquício dos tempos de garimpo.

Maneiras para conseguir se locomover na Chapada Diamantina

Essa é uma das principais dificuldades encontradas por aqueles que pretendem explorar o máximo que a Chapada Diamantina tem a oferecer, tendo em vista que nem tudo está tão perto.

É importante que você saiba de antemão que o transporte público no local é extremamente limitado, sendo que não recomendamos de forma alguma que dependa somente dele.

Para aproveitar bem sua viagem, é praticamente obrigatório que invista no aluguel de um carro, que é uma das melhores formas para curtir bem, no seu tempo e com mais pessoas, ou faça todos os passeios através de serviços das agências de turismo. Existe também a opção de guias que oferecem transporte para aqueles que os contratam.

Por lá existem muitas atrações que não precisam necessariamente de um guia, logo, viajar de carro pode te dar mais autonomia e no final, tornar tudo mais barato, lhe permitindo economizar.

Mas viajar de carro também pode ter pontos negativos, como o desgaste físico nas estradas, que em muitas vezes são de terra e possuem muitos buracos. Certamente, poderá ficar mais cansado. Coloque tudo em uma balança e veja o que vale a pena no seu caso.

Como nem para tudo você precisará de guias, mas em alguns passeios é obrigatório, recomendamos que sempre faça a contratação desses profissionais por meio de diárias.

Já os passeios realizados por meio de agências de turismo, indicamos principalmente para aqueles que estão partindo nesta aventura sem companhia, pois poderá tornar essa sua viagem mais segura, já que nunca deve fazer trilhas desconhecidas sem a presença de outras pessoas.

É indicado também para todos aqueles que não querem dirigir q querem garantir mais conforto. Nas agências, existem pacotes já prontos, que podem incluir até lanches, transporte e custos de entrada nos passeios, sendo uma forma prática e eficiente para viajar.

Melhor momento para visitar a Chapada Diamantina

Esta é uma dúvida muito comum de quem viaja. Qual o melhor momento para visitar seu destino e conseguir aproveitar melhor o passeio? Quem vai para a Chapada Diamantina pode deixar essa preocupação de lado, tendo em vista que o lugar poderá ser visitado durante todo o ano.

Mesmo com esta vantagem, existem alguns detalhes que acabam fazendo a diferença e te permitirão aproveitar da melhor maneira. Na alta temporada, nos feriados, férias escolares e também pelo mês de agosto, que costuma receber a visita de muitos europeus, a região da Chapada Diamantina poderá ficar realmente lotada.

Além disso, por conta de tantos visitantes, é bem provável que os preços de hospedagem e alimentação acabem ficando mais elevados, assim como transportes.

Aqueles que buscam por momentos de tranquilidade e prezam pela economia, certamente deverão evitar estes períodos para ter uma viagem mais calma e proveitosa.

Já no restante do ano, a Chapada Diamantina costuma ser um local bastante tranquilo, mesmo que tenha bastante turistas e você poderá passear sem grandes preocupações.

O clima na Chapada Diamantina

O clima é outro fator decisivo que deve ser levado em consideração quando está planejando uma viagem, pois escolher a data errada, poderá colocar todo o seu roteiro de passeios para escanteio e te fazer perder tempo.

clima chapada diamantina

A região da Chapada Diamantina é marcada por dois períodos bem distintos entre si. O primeiro, que vai de novembro a março, é marcado por temperaturas quentes e um ar úmido, sendo comum ter dias de chuvas e temperaturas mais elevadas.

Já o período que vai de maio a setembro costuma apresentar um clima mais seco e com temperaturas um pouco mais baixas, com ventos mais gelados, sendo necessário usar casacos.

Os dois períodos possuem suas vantagens, tudo depende de suas preferencias pessoais.  Analise quais passeios serão suas prioridades e o quanto um clima quente ou gelado, dias de vento ou chuva poderão lhe atrapalhar. Só assim conseguirá encontrar os melhores meses para viajar.

Quando a temporada é recheada de chuvas na Chapada Diamantina, a vegetação costuma ser muito mais exuberante, além de te permitir aproveitar cachoeiras mais cheias. Tudo isso torna o visual ainda mais lindo que o esperado, um verdadeiro espetáculo.

Neste mesmo período, a água está menos gelada, te permitindo tomar deliciosos banhos de águas cristalinas. Mas como tudo tem um lado negativo, neste caso não será diferente, pois possui muitos dias de chuva, dificultando para fazer algumas trilhas, principalmente as que passam por dentro de cânions.

Alguns passeios serão mais difíceis de serem realizados em dias de chuva, mas pode ser que ela não te atrapalhe por muito tempo, já que o sol não demorará muito para aparecer.

Nos períodos com dias de mais seca, será mais fácil percorrer as trilhas, pois o clima estará bem mais agradável se comparado ao verão, com um Sol ardente. Isso fará com que você se canse menos e possa desfrutar das belas vistas de cima dos morros. Algo não tão bom é o baixo volume de água de algumas cachoeiras, que acabam tirando um pouco da graça do lugar.

Se uma de suas intenções na cidade é ver de perto o fenômeno dos raios de sol no Poço Azul e Poço Encantado, é importante que esteja atento as datas e horário. Para ver o raio no Poço Azul, o passeio deve ser entre os meses de fevereiro e outubro, sendo que os melhores horários são entre 12h30 e 14h. Já para o Poço Encantado, as melhores datas para sua viagem são entre os meses de abril a setembro e o passeio deverá acontecer nos horários entre 10h e 13h30.

Quanto tempo você deverá ficar na Chapada Diamantina

Viajar para a Chapada Diamantina e conhecer cada pedacinho pode levar mais de um mês, de verdade. Mas sabemos que nem todos possuem tempo disponíveis ou recursos financeiros para ficar tanto tempo por lá. Sendo assim, é preciso que se organizar, para conseguir aproveitar o máximo no período em que puder estar por lá.

Lençois

Para conhecer as principais atrações da Chapada Diamantina o mínimo que deverá durar sua viagem é sete dias, pois é uma região realmente extensa e recheada de beleza.

Com uma semana de viagem você tornará possível conhecer os lugares mais espetaculares, como o Morro do Pai Inácio, Cachoeira da Fumaça, Cachoeira do Buracão, Poço Azul, Poço Encantado, algumas grutas, dentre outros pontos.

Agora, se tiver a sua disposição um pouco mais de tempo, que poderá durar entre dez e doze dias, recomendamos muito que invista em passeios mais desafiadores, como o Vale do Pati, a Cachoeira da Fumacinha e até um pernoite acampado para ver a lindíssima Cachoeira do Mixila.

Espero que não demore muito para que sua viagem para a Chapada Diamantina se torne um sonho concretizado e você possa guardar na memória os dias lindos e de incríveis aventuras que passará por lá.

Não deixe de compartilhar com todos aqueles que possam se interessar em visitar a Chapada Diamantina, quem sabe eles possam ser seus companheiros de viagem. E nos diga nos comentários o que achou deste maravilhoso destino que preparamos para você.

Postagens relacionadas

praia de antunes

Praia de Antunes – Onde fica, Como ir, O que fazer e Dicas!

Considerada uma das mais belas praias do Brasil, a Praia de Antunes encanta com sua areia branca, diversas piscinas naturais e sua…

Leia mais

Praia de Pipa RN

Praia de Pipa RN: Onde Ficar, O que Fazer e Dicas Incríveis!

Localizada no Rio Grande do Norte, a Praia de Pipa é um destino de praia mundialmente famoso, conhecido por suas águas esverdeadas…

Leia mais

Garopaba SC

Garopaba SC: Onde Fica, O que fazer, Praias e Dicas de Viagem

Está pensando em viajar para o litoral e curtir ótimas praias, tendo ao seu redor uma natureza charmosa e exuberante? Então podemos…

Leia mais

Buscar

outubro 2022

  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31

novembro 2022

  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
0 Adultos
0 Crianças
Pets
Tamanho
Preço
Comodidades
Instalações

Comparar acomodações

Compare